terça-feira, 31 de janeiro de 2017






Era uma vez um casal.
- Estamos aqui hoje para celebrar 40 anos de feliz união--
- 40 ANOS E NUNCA ME ACORDOU COM UM BOQUETE!
Era uma vez um casal.





domingo, 15 de janeiro de 2017

Quando a grande rocha onde se acocorava o Cristo Redentor subiu para o espaço sideral, arrasando os condomínios do cinturão da riqueza na Cidade Alta e fazendo rolar pedras imensas sobre o Colégio Academia - algumas chegaram até o Paraibuna -, houve grande comoção no município. Pelos próximos dias, os jornais trataram o evento como a maior tragédia da história de Juiz de Fora. Dentro de duas semanas, entretanto, a vida retomou seu curso normal, e muitas pessoas comemoram agora o fato de o sinal de telefonia móvel e a internet 4G finalmente funcionarem a contento em toda a extensão da Avenida Olegário Maciel.

domingo, 18 de dezembro de 2016






- Meu bem, acorda que tá na hora -, cutucou a Morte na madrugada, fiel a seu princípio de nunca carregar pros quintos alguém que esteja dormindo.






terça-feira, 31 de maio de 2016







Cirurgia.
Dermoabrasão.
Fototermólise.
De esgueio, sempre que possível, lia sobre os mais diferentes métodos de remoção de tatuagem nas revistas de variedades e sites de beleza.
Todavia, silenciada e imobilizada como estava, pouco podia fazer a respeito.
E assim seguiu a sina de viver cada dia aguardando a hora da morte e o trabalho dos vermes para, enfim, poder renascer, a pobre fênix multicolorida encarcerada no dorso da trapezista.







quarta-feira, 25 de maio de 2016






Amava-a tão profundamente que arrancou-lhe a carne dos ossos e deu de comer aos porcos. O esqueleto ele torrou e moeu, depositando o pó nos tanques onde descansava um lote de baltic porter recém-fermentada. Envasou-a em garrafas de 500 ml e bebeu a primeira ao fim de uma tarde gelada de maio. Venceu todos os concursos dos quais participou com aquela cerveja. Animado, repetiu o mesmo procedimento com Ivone, Sandra, Pilar e Ana Beatriz, sem entretanto alcançar sucesso similar. Nada que o surpreendesse, pois sabia que jamais haveria mulher como Marilda.






quarta-feira, 20 de janeiro de 2016







Gervásio e Vantuil debateram por horas no balcão do botequim sem chegar a termo. A lua já ia alta quando o segundo desistiu e, jogando a foice nas costas, disse, peremptório:
- Se eu for no seu enterro, ocê num vai no meu. E se ocê for no meu, eu num vou no seu.
E saiu cambaleando pelo poeirão da estrada, certo de que há coisas nessa vida que se deve aceitar sem muita celeuma.











Quando Wilson resolveu abrir a boca houve maremotos e chuva de fogo e gafanhotos gigantes a devorar as plantações e a terra se abriu para engolir as montanhas por todas as partes do mundo. Sentada à mesa da cozinha, chaleira apitando, boca aberta e olhos vitrificados, Ivanete entendeu enfim porque o marido jamais dizia o que pensava.






quarta-feira, 9 de dezembro de 2015





Maristela
terça, 11:37
Tô livre hoje, vem aqui.

Tiago então aproveita a hora do almoço para ir à casa da moça, onde trepam no sofá da sala. No retorno para o serviço, barriga vazia, passa na padaria, pega uma coxinha e um caçulinha e lancha enquanto dirige. De volta à sua mesa no fundo da financeira, pau ainda latejando dentro das calças, liga para o ramal do colega na baia ao lado:
- Sabe quem eu acabei de comer?
E, aí sim, finalmente goza.







segunda-feira, 23 de novembro de 2015







Ali convidou a rapaziada pra beber em sua casa naquela tarde. Lá pelas tantas, chapado de soberba e arak, teve um arroubo exibicionista e decidiu revelar um segredo guardado pela família há séculos. Assim, baseado apertadinho entre os dedos, flutuou diante da plateia incrédula em seu tapete mágico. Esquecera-se, porém, da sujeira varrida para baixo da miraculosa alfombra ao longo de todos aqueles anos, e a visão de tanta imundície deixou os presentes bastante constrangidos.






segunda-feira, 16 de novembro de 2015






- Quem era, amor? - gritou Melissa da cama.
- Testemunha de Jeová. - respondeu Tadeu a caminho do quarto.
- E aí?
- E aí que eu abri a porta e tinha duas mulheres e elas ficaram me olhando sem falar nada, meio espantadas, sabe? E foram embora correndo.
- Por que será? - perguntou Melissa antes de abocanhar o espantalho ainda duro e lustroso de saliva.